Breaking News
Loading...
sábado, 6 de setembro de 2014

__________________________________________________________________________
                "A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura 
                                                suscita a ira."  (Provérbios 15.1)
___________________________________________________________________________

Algo não ocorreu conforme o planejado e Maria estava péssima quando respondeu a pergunta de Marcos. Marcos trabalhava há muito tempo com Maria e não ficou nem um pouco satisfeito com a atitude de Maria. Violência gratuita, pensou ele, enquanto saia para realizar uma entrega, mas logo na primeira curva - que ele estava tão acostumado a passar todos os dias - uma mulher passou por ele de carro e quase um acidente aconteceu. Marcos ainda teve tempo de parar e dizer algumas palavras a ela, muito irritado ainda chegou a afirmar: "Que dia horrível!", eram neste momento oito horas da manhã.
A mulher do carro não era conhecida de Marcos, seu nome era Silvia, ficou uma pilha de nervos, será que aquele indivíduo não havia visto que aquela rua agora era mão única? Desde ontem a noite quando tinham colocado a sinalização?
Silvia continuou seu caminho sem conseguir parar de pensar em como uma pessoa pode ser tão mal educada. Ao chegar ao trabalho, algo aconteceu que a fez perder a calma novamente: uma funcionária que havia sido contratada há pouco tempo ficou olhando para ela, foi o fim do dia para Silvia, ela explodiu, falou poucas e boas para a moça que ficou pálida e depois saiu correndo e chorando. O nome da moça? Era a Julia. Aquele dia foi muito triste, mas aos poucos as tristezas foram dando lugar a uma ira, quase incontrolável, que a fez fazer algumas coisas que depois se arrependeu:
- Ela gritou com sua mãe ao telefone quando ela ligou perguntando o que ela queria comer no almoço.
- Deu um murro na mesa do atendente do banco quando ele disse que estava faltando dois reais.
- Brigou com o namorado.
- Desabafou com várias pessoas no escritório.

Resultado: Sua mãe ficou triste, mas depois a perdoou e preparou um delicioso almoço para conversar melhor com sua filha. O atendente do banco entendeu que ela devia estar tendo um péssimo dia e deixou a história no passado. Fez as pazes com seu namorado, porém as coisas que disse no escritório àquelas pessoas ainda faz com que elas olhem para ela e para a Silvia e se lembrem daquele dia desagradável.
Esta história poderia continuar, mas teve seu fim, pois o ciclo da violência foi quebrado. Constantemente somos agredidos verbalmente e assim que temos uma oportunidade descarregamos em outra pessoa uma metralhadora carregada de ira. Alguém precisa quebrar este ciclo. E este alguém pode ser você. Simplesmente não passe adiante, não desconte a injustiça na primeira oportunidade! Faça a diferença.
Alguns relacionamentos podem ser consertados, porém as palavras ditas na hora da raiva não podem ser recolhidas, elas permanecerão muito tempo depois na mente - e no coração - dos que ouviram.
Busque responder com sabedoria, responda com mansidão.

"A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira." Pv 15.1

Fique na paz do Senhor


                                         Sandreanny Crystine 

0 comentários:

Postar um comentário

Você tem plena liberdade para comentar. Só siga algumas regras:

NÃO serão aceitos comentários que:

→ Forem desagradáveis ou conterem insultos e xingamentos;
→ Desviarem do assunto;
→ Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
→ Usarem CAPS em excesso;
→ Conterem racismo, preconceito e intolerância religiosa.
→ Eu peço aos meus leitores que se inscrevam no blog, na opção "Participar deste site'', para que o avatar de vocês
apareça quando vocês fizerem seus comentários.
Não estou mendigando seguidores é só um pequeno aviso.