Breaking News
Loading...
sexta-feira, 19 de setembro de 2014

"Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana". (Sl. 143:10).

Antes de tudo porque Ele é amor. Sem Deus o amor não existiria (Jo. 3;16; I joão 4: 9-10). Depois Ele não é carrasco para com seus filhos. Terceiro, Ele é bom porque não é alguém com apito na boca só esperando nós errarmos para aplicar uma punição.

Deus é bom porque Ele não é egoísta! É atributo Dele ser expansivo! Ser bom é a essência de seu caráter. Deus é bom porque responde às aflições de nossa alma e nos dá boas dádivas. Deus é compassivo e longânimo (Sl. 103:8); Deus é bom porque não nos trata segundo os nossos pecados (Sl. 103:10); Deus é bom porque ele resolveu ser bom desde o princípio.

A palavra "bondoso", que tem o mesmo valor que "misericordioso" no hebraico, tem origem no céu, no próprio Deus. Sem Deus não existiria bondade. (Ex. 34:6). Quando esta bondade do céu se revelou a Moisés, o interesse deste exercício voluntário era demonstrar favor e misericórdia como atributo genuíno do Deus Criador do céu e da terra. Na Bíblia a palavra "misericórdia" e "benignidade", têm a mesma origem hebraica e é diretamente aplicada ao atributo eterno de Deus para com a sua criação. A terra está cheia da bondade de Deus (Sl. 33:5).

"E, passando o SENHOR por diante dele, clamou: SENHOR, SENHOR Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade" (Ex. 34:6).

As narrativas da Velha Aliança retratam um Deus que conduzia o seu povo até uma terra que o fizesse cumprir a sua bondosa promessa de salvação da escravidão do Egito, rumo à terra de Canaã, e a cumpriu. Desfrutar de uma terra prometida ao seu povo, não é tarefa fácil para o povo de Israel até os dias de hoje. O povo de Israel, desobediente por inúmeras vezes, da mesma forma recebia a chance de se reconciliar com o Deus bondoso. Era impossível alcançar o favor de Deus com os sacrifícios representados por sacerdotes. Os homens não alcançariam a salvação eterna assim.

Na Nova Aliança, a salvação eterna que veio através de Jesus, anulou de vez os constantes sacrifícios, substituindo-os por um único ato de amor, perdão, misericórdia, benignidade, favor e bondade de Deus. Não merecíamos este favor.

A Bíblia diz que os homens que são maus sabem dar boas dádivas aos seus filhos, quanto mais o nosso Pai Celestial dará o Espírito Santo àqueles que lhe pedirem (Lc. 11:13).

No contexto atual, podemos observar a nós mesmos que somos pais, e, quando necessário, aplicamos a disciplina para os nossos filhos, sem desejar o mau, porém amando-os, ainda que aborrecidos, como podemos achar que Deus odiaria os seus filhos?

" Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece também (Sl. 103:13)".

Os homens são maus, egoístas, arrogantes, etc. e ainda assim, valorizam o amor aos seus filhos. Os homens valorizam também as suas artes e suas criações. Aqui sou obrigado a fazer uma comparação com a Bíblia. Há uma diferença entre criaturas de Deus e filhos de Deus. Somos criaturas de Deus quando nascemos, mas somente nos tornamos filhos de Deus quando nascemos de novo (João 1:12).

"Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome. Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.(João 1:12-13).

Deus é voluntário, benigno e miseridordioso. (Sl. 111.4). Ele é quem perdoa todas as nossas iniquidades e quem sara todas as nossas enfermidades. É Ele quem da cova redime a nossa vida e nos coroa de graça e misericórdia; Quem farta de bens a nossa velhice, de sorte que renova as nossas forças. Ele faz justiça para todos os oprimidos (Sl. 103:4-6).

O Senhor conhece a nossa estrutura e sabe que somos do pó. Por isso, a misericórdia do Senhor é de eternidade em eternidade (Sl. 103:17).

Imagine, seres humanos frágeis, pecadores, infiés, ímpios, praticantes da maldade, falsidade mentira, e toda sorte de incredulidade, mas Deus olha do céu, com profunda misericórdia, ama esses seres humanos, percebe a emergência de salvá-los por um ato divino de extrema bondade ao entregar o seu único Filho, Jesus em lugar de todas estas maldições.

A bondade de Deus sobrepuja a qualquer entendimento humano. Não há como medi-la. É imensurável.

Ninguém poderia por sacrifício próprio salvar-se a si mesmo. Nada, nenhuma oferta ou holocausto ou sacrifício, atos de bondade, influência ou dinheiro, nada disso poderia salvar a humanidade. Deus vê os delitos dos homens, a morte estava ao derredor da humanidade, não havia merecimento algum, mas Ele, por sua própria vontade e bondade de coração resolve amar e dar vida para sempre a todos nós, por meio do sacrifício de Cristo. Por isso ele é bom!

"E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados" (Efésios 2:1).

Se todos nós resolvêssemos fazer a vontade de Deus, faríamos apenas coisas boas, bondosas, fiéis, alegres, cheias de alegria e riqueza de espírito, seríamos longânimos, benignos, compassivos, misericordiosos, amantes do bem e nosso amor duraria para sempre.

Se decidíssemos absorver o caráter de Deus, seríamos bons também. Afinal, ele nos criou segundo a imagem e semelhança espiritual Dele. Mas, o pecado que jaz neste mundo nos afasta dessa realidade. O que fazer? Somos deuses? Não. Reconhecer que somos e pecadores e que podemos melhorar, além procurar viver uma vida com santidade, plena de bondade no coração é o estilo de vida da cultura do reino de Cristo.

Está escrito:

"Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana". (Sl. 143:10).

Deus é bom. A vontade Dele é boa. Ao ler isto, você pode está pensando, se Deus é tão bom, porque existe tanta maldade e doenças na terra?

Esta questão é antiga. Davi foi questionado diante da opressão de seus inimigos: "Onde está o teu Deus?". (Sl. 42:3). E, riram também de Sansão nas suas últimas horas de vida, e riram também de Noé construindo a arca, e de Neemias reconstuindo muros. Até os discípulos de Jesus o questionaram sobre a "bondade de Deus". Se Deus é bom porque há sofrimento e dor e guerras, etc?

"E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?" (João 9:2). E, Jesus respondendo disse: "Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus. (João 9:3).

Na hora da Cruz, os judeus riam de Jesus dizendo, se és mesmo Deus, por quê não consegue livramento desta cruz com o seu poder?

Não é de causar espanto que os homens questionem sobre as coisas comuns, naturais, etc. Esqueceram-se, porém, que Deus não é comum, nem natural. Ele é sobrenatural. As coisas de Deus são sobrenaturais, e o Reino dos Céus é para quem entende e crê nas coisas espirituais. Acontece que, às vezes, os homens só esperam revelações e mais revelações cheias de luzes no céu, anjos e escadas, raios e trovões, etc. Deixam de enxergar as formas mais simples da fala, revelação e bondade de Deus.

Por exemplo, muitos jovens reclamam não haver oportunidade de empregos, de um trabalho digno, de uma boa escolaridade, de um bom salário, etc. Isso porque desejam chegar aos dezoito anos de idade com "tudo na mão". Afinal, que Deus injusto é esse?… Deixam de enxergar que o próprio Deus tem manifestado de forma simples uma maneira de ser abençoado. Chegar aos dezoito anos e não ter um grande salário pode significar que Deus é carrasco??

Que tal se aprimorar mais, buscar conhecimento e capacitação profissional para então conseguir aquele salário pretendido. Quantas oportunidades de aprimoramento deixaram de ser enxergadas, mas como eram oportunidades simples, grátis e, talvez, por serem de programas sociais dos governos, coisas simples, porém, cheias da graça e da excelência de Deus para a sua vida.

Às vezes, as oportunidades batem em nossa porta. Mas, por serem simples demais, são desconsideradas e os grandes milagres deixam de ser recebidos. E, sabe o motivo? Murmuração, um pecado que cega a manifestação da glória de Deus. O milagre passou e você não viu?

Uma vida de murmuração é uma vida de ingratidão. E, uma vida de ingratidão o leva a pensar que Deus é ruim??

Se não houvesse doenças, nem outras necessidades, como poderíamos experimentar os milagres de Cristo e a bondade de Deus?

Se Jesus descesse da cruz de forma física aos olhos humanos, ele agradaria aos homens, mas não salvaria a humanidade através do sacrifício espiritual, seguindo o plano do Pai?

Deus é bom, mas talvez essa bondade não seja alcançada pelos olhos dos homens naturais. Deus se revela no espírito do homem e não através de sua mente carnal. (Rm 8:16)

"Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente". (1 Coríntios 2:14).

Deus é tão bom, que ainda que você esteja fraco e nem saiba falar com Ele, depois do sacrifício de Seu Único Filho, ele nos deixou o Espírito Santo para nos consolar em nossas fraquezas. A maioria dos homens de coração duro resolve clamar a Deus poucos minutos antes de sua morte. Até neste momento Deus é bom!!

"E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis". ( Romanos 8:26)

Concluo este pequeno artigo fazendo uma rápida reflexão. Havia um reino perdido, o fim era a morte e os homens deste reino pereciam nas trevas. Deus resolveu convidar a todos para um novo reino, um reino cheio de vida, bondade e justiça. Ele fez este plano e lembrou de você para fazer parte deste plano com Ele para sempre, mas você rejeita este convite, que é a manifestação evidente da bondade de Deus. Portanto, quem é mal? Deus??

Desejo um fim de semana abençoado pela bondade de Deus.

Abençoe outras vidas com este estudo! COMPARTILHE A VONTADE!!

Deus seja louvado!

Por: Marcos Rodrigues

0 comentários:

Postar um comentário

Você tem plena liberdade para comentar. Só siga algumas regras:

NÃO serão aceitos comentários que:

→ Forem desagradáveis ou conterem insultos e xingamentos;
→ Desviarem do assunto;
→ Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
→ Usarem CAPS em excesso;
→ Conterem racismo, preconceito e intolerância religiosa.
→ Eu peço aos meus leitores que se inscrevam no blog, na opção "Participar deste site'', para que o avatar de vocês
apareça quando vocês fizerem seus comentários.
Não estou mendigando seguidores é só um pequeno aviso.