Breaking News
Loading...
quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

A palavra galardão de uma maneira geral significa recompensa. Mas é interessante notar que algumas das aplicações dela na Bíblia sugerem recompensas aqui na terra e recompensas no céu, dependendo das obras que praticamos. Também temos menção de galardão a justos e injustos segundo suas obras. Vejamos um pouco mais a respeito da aplicação dessa palavra na Bíblia:

O que significa galardão?

Observamos claramente que a Bíblia menciona galardões que recebemos ainda em vida pela obediência a vontade de Deus. Porém, aos caçadores de “recompensas de Deus”, já aviso que nem sempre essas recompensas estão relacionadas a coisas materiais: “Depois destes acontecimentos, veio a palavra do SENHOR a Abrão, numa visão, e disse: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, e teu galardão será sobremodo grande.” (Gênesis 15.1). Abraão foi um grande exemplo de homem que recebeu grandes recompensas de Deus, tanto materiais quanto espirituais. Mas é mencionada na Bíblia mais por sua espiritualidade abençoada do que pelo que possuía em bens materiais.

Jesus menciona que receberemos também galardão nos céus. Isso significa uma espécie de recompensa na eternidade. Não sabemos exatamente o que seria essa recompensa, pois a Bíblia fala pouco nesse assunto. Veja esse texto onde Jesus fala àqueles que são perseguidos por causa de Seu nome: “Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós.” (Mateus 5.12).

Jesus parece também indicar que existem níveis de galardão. Porém, não sei explicar como isso será aplicado no céu já que lá tudo será perfeito (não haverá, por exemplo, pessoas invejando o galardão do outro). Veja a explicação de Jesus: “Quem recebe um profeta, no caráter de profeta, receberá o galardão de profeta; quem recebe um justo, no caráter de justo, receberá o galardão de justo.” (Mateus 10.41). Também temos uma fala parecida dita pelo apóstolo Paulo a respeito de níveis de galardão baseados no esforço e dedicação de cada um: “Ora, o que planta e o que rega são um; e cada um receberá o seu galardão, segundo o seu próprio trabalho.” (1 Coríntios 3.8).

O Novo Testamento fala, com frequência, de galardões futuros reservados para o cristão. Trata‑se de recompensas ou prêmios, e estão disponíveis a todos. Um copo de água fria dado a um discípulo só pelo fato de este pertencer a Cristo será motivo de galardão (Marcos 9.41); e o Senhor avisou que voltará, e que com Ele estará o galardão para ser dado a cada um segundo as suas obras (Apocalipse 22.12). Aquele que trabalha na obra de Cristo, caso o seu trabalho permaneça, receberá o seu galardão (1 Coríntios 3.8‑14). Do mesmo modo, aquele que faz o mal será recompensado também, só que de acordo com o mal que praticou (2 Samuel 3.39).

Não é o galardão o nosso objetivo, mas cada um de nós deveria estar pronto a dizer que é o amor de Cristo que nos constrange a fazer algo por Ele (2 Coríntios 5.14). Mas Deus decidiu dar recompensas por causa de seu amor e graça tão abundantes, para que sirvam de encorajamento em meio aos perigos e dificuldade que enfrentamos no caminho. E devemos ficar atentos para que não percamos nossa recompensa (Colossenses 2.18 e Apocalipse 3.11).

É importante que se deixe bem claro que o galardão ou a recompensa nada tem a ver com a Salvação, que é recebida por fé no Senhor Jesus e graças à Sua obra consumada na Cruz. Nada podemos fazer, de nós mesmos, para recebermos a salvação ou para nos mantermos de posse dela. Trata‑se de um dom de Deus. E quanto às nossas obras aqui, dentre as quais as que são segundo a vontade de Deus serão por Ele recompensadas, naquele dia entenderemos que nada fizemos de nós mesmos: foi Ele mesmo que fez tudo e só nos usou como instrumentos. A princípio não mereceríamos tais recompensas, pois foi tudo obra dEle, mas Seu amor deseja concedê‑las e, com alegria, as receberemos.

1 comentários:

  1. Não sei porque, mas, me lembrei deste hino:
    ♫ Breve verei o bom Jesus,
    E viverei em plena luz;
    No lindo céu eu gozarei...
    De toda a dor, por Deus, livre serei. ♫

    Ó, aleluia. Imenso galardão nos céus.

    ResponderExcluir

Você tem plena liberdade para comentar. Só siga algumas regras:

NÃO serão aceitos comentários que:

→ Forem desagradáveis ou conterem insultos e xingamentos;
→ Desviarem do assunto;
→ Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
→ Usarem CAPS em excesso;
→ Conterem racismo, preconceito e intolerância religiosa.
→ Eu peço aos meus leitores que se inscrevam no blog, na opção "Participar deste site'', para que o avatar de vocês
apareça quando vocês fizerem seus comentários.
Não estou mendigando seguidores é só um pequeno aviso.