Breaking News
Loading...
terça-feira, 20 de maio de 2014

Se já tem resolvido os seus conflitos pessoais e espirituais através da submissão a Deus e o resistir do diabo, está pronto para analisar os seus medos e resolver um curso de ação responsável.
Medo de Satanás, dos espíritos, das trevas.

Medo de divórcio – que o meu casamento vai acabar.

Medo da morte, ou do futuro depois de morte, do inferno, do purgatório.

Medo de doença.


Medo de não ser amado por Deus, de ser desamparado ou rejeitado por Ele.

Medo de nunca ser amado por alguém.

Medo da incapacidade de amar outros, fracasso, falta de força.

Medo de casamento, o compromisso e a responsabilidade dele.

Medo da rejeição por pessoas ou perseguição.

Medo de nunca se casar.

Medo de nunca ter filhos.

Medo do desprezo dos outros.

Medo de embaraço.

Medo de falhanço.

Medo de se tornar homossexual.

Medo de problemas financeiros.

Medo de ficar louco.

Medo de ser uma pessoa incapaz de mudar para melhor.

Medo da morte de um amado.

Medo do futuro.

Medo de confrontos ou conflitos.

Medo de ser vítima de um crime.

Medo de ter cometido o pecado imperdoável.

Medo de pessoas específicas, animais ou objectos (fobias).

Medo das vizinhas.

Medo dos pais.

Medo de abandonar a religião da minha família.

Medo de deitar fora imagens, terços, etc.

Outros medos específicos que O Senhor traga a sua mente.

A raiz de qualquer medo irracional é a crença que não é baseada na verdade. Estas crenças falsas precisam ser desenraizadas e substituídas pela verdade da Palavra de Deus. Passa o tempo em oração que precisa para discernir estas mentiras, porque é através do renuncio e a escolha da verdade que ganhará e manterá a sua liberdade em Cristo. Você tem de saber e escolher a crer na verdade para que a verdade o possa libertar. Escreva as mentiras em que tem acreditado para todos os seus medos, e a apropriada verdade da Palavra de Deus.

Maneiras em que tem vivido debaixo o controle de medo

O próximo passo é determinar como o medo o tem impendido de viver uma vida responsável, ou tem afetado o seu testemunho cristão duma maneira má. Depois de reconhecer as consequências de seu medo, é tempo de experimentar a limpeza de Deus através da confissão e arrependimento. (Veja 1 João 1.9, Provérbios 28.13). Confissão é concordar com Deus que aquilo que fez foi pecado. Arrependimento é a escolha para virar-se do pecado e andar pela fé com Deus. Exprima a seguinte oração para cada um dos medos que analisou em cima.

Querido Senhor,
Confesso e arrependo-me de medo de _________________________________. Tenho crido ___(diga a mentira)____________________________. Renuncio aquela mentira e escolho crer na verdade _____(diga a verdade)_________. Confesso também qualquer e todas as maneiras que este medo tem resultado em ter vivido uma vida irresponsável, ou em comprometer o meu testemunho para Cristo (seja específico).
Agora escolho viver pela fé em Ti, Senhor, acreditando na Sua promessa que Tu me vais proteger e suprir todas as minhas necessidades. (Salmo 27.1; Mateus 6.33,34). No nome de Jesus. Amem.

Depois de tratar de todos os medos que O Senhor lhe tem revelado (incluindo as mentiras e comportamento pecaminoso que tem acompanhado os medos), ore o seguinte:

Querido Pai Celestial,
Obrigado que Tu és digno de confiança. Escolho acreditar em Ti, mesmo quando os meus sentimentos e circunstâncias metem medo. Tu me tens dito para não ter medo, porque Tu estás comigo; para não olhar por volta de mim com ansiedade, porque Tu és o meu Deus. Tu vais fortalecer-me, ajudar-me, e manter-me com a Tua mão direita e reta. No nome forte de Jesus. Amem. (Veja Isaías 41.10)

Faça um plano de comportamento responsável

O próximo passo é enfrentar o medo e com oração fazer um plano para o superar. Alguém disse: “Faça a coisa que mete o maior medo, e a morte daquele medo é certo”. O medo é como uma ilusão no deserto – parece tão real até que caminhe para lá, mas depois desaparece no ar. Enquanto recuamos do medo, ele agarra-nos e cresce, tornando-se como um gigante.

Determine antecipadamente a sua resposta para qualquer objecto de medo.

O temor de Deus é o único medo que pode afastar todos os outros medos, porque Deus reina supremo sobre todos os outros objetos de medo, incluindo Satanás. Mesmo que “O vosso adversário, o Diabo, anda em redor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar” (1 Pedro 5.8) ele tem sido derrubado. “Tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz.” (Colossenses 2.15)
A presença de qualquer objecto de medo deve empurrar-nos a focar em Deus que está sempre presente e é todo-poderoso. Adorar a Deus é reconhecê-Lo e engrandecer os seus atributos divinos. Através disto, as nossas mentes lembram-se que o nosso amado Pai celestial está sempre connosco e é mais poderoso de que qualquer inimigo ou circunstância.

Comprometa a fazer o seu plano de ação no poder do Espírito Santo.

Lembre-se que você nunca está sozinho na batalha. “É Deus que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.” (Filipenses 2.13)
Deus seja louvado

 

0 comentários:

Postar um comentário

Você tem plena liberdade para comentar. Só siga algumas regras:

NÃO serão aceitos comentários que:

→ Forem desagradáveis ou conterem insultos e xingamentos;
→ Desviarem do assunto;
→ Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
→ Usarem CAPS em excesso;
→ Conterem racismo, preconceito e intolerância religiosa.
→ Eu peço aos meus leitores que se inscrevam no blog, na opção "Participar deste site'', para que o avatar de vocês
apareça quando vocês fizerem seus comentários.
Não estou mendigando seguidores é só um pequeno aviso.