Breaking News
Loading...
segunda-feira, 12 de maio de 2014


Falta de perdãoPerdão não é um opção, é um mandamento. Se o ressentimento surgir em si quando uma pessoa é mencionada, é um sinal que ainda não a perdoou. Passe tempo com Deus e peça-Lhe para o ajudar a perdoar aquela pessoa.


Vingança
Sempre que se vinga, nega a Deus o direito de mostrar misericórdia e tratar do assunto à Sua maneira. Todos nós já temos recebido misericórdia e devemos mostrar a mesma aos outros.


Um relacionamento não sábio
Escolha amigos daqueles que contribuem para os propósitos de Deus para a sua vida (1 Cor 15.33) e que o influenciam para coisas boas e espirituais.



Um coração duplo
Se não tiver um coração totalmente entregue a Deus o diabo vai entrar e mexer nas brechas que existem na sua vida, causando-lhe problemas. O crente só tem a capacidade de resistir o diabo quando a sua vida está totalmente entregue a Deus, e na mesma maneira Deus só poderá dar a sua protecção, bênção e orientação àqueles que têm um coração sincero que é cem porcento dado a Ele.

Pensamentos erradosMuitas coisas afectam os nossos pensamentos, e quando pensamos numa maneira errada nossa vida espiritual vai sofrer. (Leia a pagina 'A renovação da nossa mente')


Culpa verdadeira
Se está a andar com o sentido da culpa que vem de um forte sensação de ter caído em pecado, é O Espírito Santo que o está a convencer desse pecado. O primeiro passo é aproximar-se a Deus em oração, confessando o seu pecado e arrependendo-se dele. Se não é capaz de se arrepender desse pecado, peça a Deus o dom de arrependimento, e Ele dar-lhe-á. Adicionalmente, pode ser necessário pedir perdão a quem ofendeu.


Culpa falsa
Muitas vezes cristãos andam com um sentido da culpa que não vem de pecado, mas vem das outras coisas, tais como:

1. o legalismo - quando vivemos de baixo de regras que não vêm de Deus, e sentimo-nos culpáveis sempre que não cumprimos estas regras.

2. o perfeccionismo - temos na nossa mente um padrão de comportamento muito alto, e quando não conseguimos alcançar este padrão, sentimo-nos culpáveis.

3. as opiniões dos outros - tentamos agradar os outros e, se não conseguimos ou não queremos fazer aquilo que pedem, ficamos com o sentido da culpa.

4. comparando-nos com os outros - quando vemos qualidades nos outros que nós não temos, é fácil sentirmo-nos culpáveis, mas este sentimento é de facto culpa falsa.


A culpa falsa pode nos agarrar por muito tempo porque não reconhecemos a voz do diabo que está a nos acusar falsamente. As acusações do diabo não só roubam a nossa alegria mas também faz com que nos afastemo-nos de Deus e não queiramos falar com Ele por causa da condenação que nos sentimos. O que é preciso faze  é reconhecer que esta condenação vem do diabo e que temos de aprender como o repreender e o resistir.

Deus seja louvado

0 comentários:

Postar um comentário

Você tem plena liberdade para comentar. Só siga algumas regras:

NÃO serão aceitos comentários que:

→ Forem desagradáveis ou conterem insultos e xingamentos;
→ Desviarem do assunto;
→ Contiverem LINKS, SPAM, endereços eletrônicos;
→ Usarem CAPS em excesso;
→ Conterem racismo, preconceito e intolerância religiosa.
→ Eu peço aos meus leitores que se inscrevam no blog, na opção "Participar deste site'', para que o avatar de vocês
apareça quando vocês fizerem seus comentários.
Não estou mendigando seguidores é só um pequeno aviso.